EXTRAÍDO DO LIVRO A ERVA DO DIABO, DE CASTAÑEDA:
A Erva do Diabo é apenas um entre um milhão de caminhos. Tudo é um entre quantidades de caminhos. Portanto você deve ter sempre em mente que um caminho não é mais do que um caminho. Se achar que não deve seguí-lo, não deve permanecer nele sob nenhuma circunstância. Para ter uma clareza destas é preciso levar uma vida disciplinada. Só então você saberá que um caminho não passa de um caminho e não há afronta, nem para si nem para os outros, em largá-lo se é isto que seu coração o manda fazer. Mas sua decisão de continuar no caminho ou largá-lo deve ser isenta de medo e de ambição. Eu lhe aviso. Olhe bem para cada caminho, e com propósito. Experimente tantas vezes quanto achar necessário.
Depois pergunte-se, e só a si, uma coisa. Esta pergunta é uma que só os muito velhos fazem. Meu benfeitor certa vez me contou a respeito quando eu era jovem, mas meu sangue era forte demais para poder entendê-la. Agora eu a entendo. Dir-lhe-ei qual é: esse caminho tem coração? Todos os caminhos são os mesmos, não conduzem a lugar algum. São caminhos que atravessam o mato ou que entram no mato. Em minha vida posso dizer que já passei por caminhos compridos, compridos, mas não estou em lugar algum. A pergunta de meu benfeitor agora tem um significado. Este caminho tem um coração? Se tiver o caminho é bom, se não tiver não presta. Ambos os caminhos não conduzem a parte alguma, mas um tem coração e o outro não. Um torna a viagem alegre, enquanto você o seguir, será um com ele. O outro o fará maldizer sua vida. Um o torna forte, o outro o enfraquece.
Você acha que há dois mundos para você, dois caminhos, mas só existe um. O único mundo possível para você é o mundo dos homens, e esse mundo você não pode resolver largar. É um homem.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

TRAILER DO FILME TRANSCENDENCE - COM JONNY DEPP - LANÇAMENTO 2014 (TÔ LOUCA PRA VER!)

Tô doidinha pra ver esse filme, ele se trata sobre a singularidade, ponto que o ser humano, na verdade, penso que já chegou há bastante tempo, com os implantes e outras tecnologias inseridas no corpo humano. De qualquer forma, a singularidade é prevista por Ruy Kurtzweil como algo futuro, que deve acontecer em alguns anos, que é a fusão do ser com a tecnologia. O detalhe legal do filme, é essa fusão a nível de inteligência artifical.

Tá aí o trailer, bem legal


quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

DESCULPEM AS POUCAS POSTAGENS - PERCEBI A ILUSÃO DE FORMA DIFERENTE

Aos que quiserem saber porque pouco andei escrevendo aqui, já há algum tempo, resolvi fazer este post esclarecendo. 
Faço rituais com Ayhuasca em casa, na Irmandade Polimata. Ano passado, não lembro bem quando, mais ou menos na metade do ano de 2013, mediunicamente, fui informada que, nesta ilusão, as coisas são oferecidas ao público, conforme suas necessidades. A informação rolou assim: eu estava assistindo televisão e passou uma propaganda de um desenho novo da Disney, e pensei comigo, nossa, olha só o que eles estão fazendo para prender as pessoas na ilusão, aí uma voz me disse, "para prender não, para satisfazer a necessidade dos que já estão presos".
Isso caiu uma bomba na minha cabeça! Mudou tudo pra mim. Entendi que esta ilusão material é não só controlada, mas ela proporciona o cenário de ilusão material para as almas encarnadas, que já estão nesse padrão de ilusão, poderem existir e ter suas experiências, até o dia que finalmente se libertará dessa ilusão e não mais precisará desse cenário. Mas, e enquanto estão nesse padrão de ilusão? O que fazer? É preciso um lugar que proporcione o cenário a elas. Entendi, simplesmente, que a ilusão é necessária para quem está iludido. E não é possível retirá-la enquanto não estivermos prontos para sair da ilusão. 
E refleti, também, que a descoberta das conspirações, dos planos dos Illuminatis etc nada mais é que um passo nesse processo de DESilusão. É a percepção de estamos apenas em um cenário ilusório. 
Pra completar este meu aprendizado, tive um sonho em que me disseram que na ilusão tudo é uma mentira, porque é apenas ilusão e a ilusão é uma mentira.
O processo de desilusão pode ou não ser doloroso, depende de cada um. Pra mim foi muito doloroso o caminho de desilusão pelas percepções dos controladores da Ilusão da matéria. Fiquei muitos anos presa nessa desilusão, revoltada. Aí, mais recentemente, também percebi que minha revolta nada mais era que a raiva de minha própria natureza ilusória, minha própria prisão, minhas fraquezas e minha arrogância de acreditar ser perfeita e sem erros, caindo na ilusão de ser vítima de pessoas e seres maus tentando me manter e controlar na ilusão, quando na verdade, a ilusão é minha mesmo, estou nela porque quero e não tenho como ser vítima de algo que eu mesma criei, da minha própria ilusão. Concluí que ninguém nos mantém na ilusão, se não estivermos nesse padrão de ilusão. Acordar, só depende de cada um. 
Enfim, tudo isso me desmotivou de continuar escrevendo sobre essas coisas. Aquela revolta saiu do meu coração e, desde então, vem saindo cada vez mais. Estou focando na minha vida pessoal e na espiritualidade e talvez venha a escrever sobre esses temas aqui. Mas, por enquanto, estou cuidando de mim, digamos assim. 
Se minhas percepções servirem para alguém, aqui estão sendo partilhadas. Se não servirem, beleza, sigam seus caminhos e encontrem aquilo que se sintoniza com você: a Matrix oferece todos os cenários, sempre tem algo que se encaixa com você.

Abraços
Iara